Fernanda Pietragalla
Expressamos na escrita, o que possuímos na alma.
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos

Converso com a dor , tentando entendê-la.

Jogo todas as cartas, e perco o jogo
A vitória é da vida, que em um momento acaba.
As pessoas partem, a saudade maltrata.
Qual o nome disso? É vida
Terminando sem pedir licença

Eu grito: Onde está você que já não posso ver ?
O que é saudade, a palavra sem tradução ?
Sentimento universal

Construo castelos que as ondas derrubam
Há sempre um vencedor
E quem perde se rende
Sem entender o que acontece

O jogo acaba, vou para o vestiário...
guardo as cartas,
Qualquer coisa do tipo
Não sei jogar: EU ME RENDO!
O tempo dele é implacável

Pegunto sempre, se viver é o desejo
De superar a vida
E tornar-se eterno
Mas é impossivel
Jogo um beijo pro ar
A caminho do universo
querendo que encontre quem partiu
E me mata de saudade
Então, ensina-me a viver.
Fernanda Pietragalla
Enviado por Fernanda Pietragalla em 20/09/2011
Alterado em 19/10/2012
Comentários
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links