Fernanda Pietragalla
Expressamos na escrita, o que possuímos na alma.
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Retrato na imagem
As pedras que encontrei
E tentei fazer delas,
Um porto seguro.
Sinto profundo vazio pela ausência
Causada pela morte física
Da tia tão amada.

Vi pedras, senti pedras em meu ser
Angustiando a passagem dos dias
Estou sentada numa delas, ao meio do caminho
Esperando que a alma cicatrize,
Se é que isso seja possível
As pedras em meu nome,
Machucando a existência

Nas pedras caí
Nelas esfolei-me
Delas espero apenas
Que se ajuntem, formando uma escada
E que um dia reencontre minha tia tão amada.
Fernanda Pietragalla
Enviado por Fernanda Pietragalla em 05/01/2011
Alterado em 19/10/2012
Comentários