Fernanda Pietragalla
Expressamos na escrita, o que possuímos na alma.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Meus pensamentos viajam 
Como mensagens em garrafas,
Lançadas ao mar.
Quem os encontra,
Defronta-se
Com a escuridão e a luz
Com o julgamento  e absolvição
Com o desejo de estar junto 
A minha amada.

A garrafa jogada  ao mundo
Sem destino certo
É como me sinto agora
Caminho sem destino
Na roda viva do trabalho
Onde sou mais um número
Onde não me enxergam como gente
Onde engulo os desaforos
De chefes, alunos e crianças

Mas todos eles não podem conter
A fúria de viver que há em mim
Não podem controlar meus dedos
Quando escrevo,
Minha fala, desejos e convicções
Sou mais que qualquer modelo
De organizações falidas.

Quero mais que dar aulas.
Alçar vôos,
Liberar minha imaginação
Ser  Fernão Capelo Gaivota
Não viver apenas para comprar o pão.

Fernanda Pietragalla
Enviado por Fernanda Pietragalla em 16/09/2007
Alterado em 28/08/2008
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários