Fernanda Pietragalla
Expressamos na escrita, o que possuímos na alma.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

NÃO VOU GRITAR GOL

Não adianta pergunta: " Que país é este ?"
Faltam perguntas como:
Que saúde é esta?
que político são estes ?
Que justiça é esta?
E o principal : que povo é este ?
Brigou por vinte centavos
E se cala por milhões ?
Grita gol, e morre sem clamar por saúde.
Samba o ano todo
Mexe a bunda no funk
Mas não a tira da cadeira,
Omitindo-se na política,
Fugindo da escola,
Importando da China,
viajando pra U S A
Morrendo na burrice.
Faz filho e o joga no lixo.

Posso gritar sim: que coisa é esta ?
Não gosto de funk
Pago impostos, os mais altos do planeta,
Vivo rodeada da pobreza de espírito
Vendo a lei seca, mensalão,,
Congresso, senado, supremo
E nada funciona ?

Uma escoa falida, fodida
Produzindo analfabetos.
Quer saber,
Não vou gritar gol
Sambar, rebolar
Votar
votar em quem mesmo ?
Ali Babá ?
Povo e governo
Povo sem governo
Ilha da fantasia
Pizzaria
Casa da mãe Joana
Casa da sogra
Terra de ninguém,
Terra do nunca,
Território sem lei.
" ...Os assassinos, estão livres, nós não estamos ..."
Grande bordel.
Fernanda Pietragalla
Enviado por Fernanda Pietragalla em 30/10/2013
Alterado em 31/10/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernanda Pietra www.fernandapietra.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários